Quem sou eu

Minha foto
“A humildade não é apenas uma graça ou virtude como outras, ela é a raiz de todas, pois somente com humildade toma-se a atitude correta diante de Deus, e permite-se que Ele faça tudo”.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

É fato !


 Pelo menos já  vivemos em uma destas situações.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Não me perder de Ti !


Não me perder de Ti! Esta frase "gritou" quando estava ouvindo uma canção.

Atualmente está tão fácil o caminho que nos leva a nos perdermos de Deus.

Perdemo-nos de Deus quando:
* só desejamos suas mãos(bênçãos);
* damos muito valor ao que sentimos e pensamos(O coração do homem é enganoso);
* não buscamos a vontade Dele;
* não fazemos o bem no momento que temos oportunidade;
* somos cristãos só na igreja;
* o que falamos não se reflete em nossa vida;
* a nossa palavra é mais valiosa que a Palavra;
* não nos rendemos a Ele;
* perdemos a Visão que Ele nos deu.

"Não me perder de Ti", é uma luta diária contra os nossos "achismos", contra as nossas vontades, contra o nosso eu.

Ter esse desejo acima de qualquer outro significa que realmente o amamos, sem hipocrisias, religiosidades e palavras vãs.

Deseje:"Senhor, não quero me perder de Ti."

sábado, 22 de setembro de 2012

" Vem sem medo, vem! "


A frase acima estava no msn de uma amiga. No momento que li,visualizei várias passagens da Bíblia em que este convite foi feito por Deus a homens e mulheres, muitos aceitaram este desafio e outros não confiaram o suficiente.

Noé aceitou quando "...fez,consoante a tudo o que Deus lhe ordenara."(Gn 5:22)

Abraão aceitou quando Deus disse a ele: "Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei."(Gn.12:1)

José aceitou quando disse não à mulher de Potifar e quando perdou seus irmãos.

Moisés aceitou quando "Tomou,pois,a sua mulher e os seus filhos;fê-los montar num jumento e voltou para a terra do Egito.Moisés levava na mão a vara de Deus."(Ex. 4:20)

Rute aceitou quando "Disse, porém,:Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu ; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus."(Rute 1:16)

Samuel aceitou quando "...respondeu:Fala, porque o teu servo ouve."(1 Sm.3:10)

Davi aceitou quando "...disse ao filisteu:Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado."(1 Sm.17:45)

Os discípulos aceitaram quando "...eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram."(Mc 1:18)

Estes homens e mulheres aceitaram o convite no início da caminhada com Deus.No decorrer do caminho tiveram dias difíceis,em alguns momentos foram infieis, mas voltavam ao Senhor renovados. Aqueles que aceitavam o tratamento do Pai continuavam sendo usados grandemente.

O que tens feito com este convite?
Deus o renova a cada dia.
Continuas o aceitando?
Se a resposta é não, renova-o sem medo!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Sonhos . . . 10.000 km


Prosseguir!

Tentar!

 Insistir no que vale a pena!

sábado, 8 de setembro de 2012

Resistir ?


A nossa vida muitas vezes é cheia de resistências. Resistir ao novo,às mudanças, à vontade dos outros, voltar a ser criança quando uma vozinha nos convida para sentar no chão e brincar, a ir sem saber o que acontecerá. Resistimos a uma plateia,a um questionamento, a uma nova amizade, a uma música, a um livro,  a um reencontro.

Quantas resistências! Muitas são necessárias,  mas precisamos aprender a não resistir a pessoas e coisas que nos farão crescer, que nos levarão além dos nossos medos.

Presenciar pessoas não resistindo a Deus é a cena mais impressionante que podemos assistir,  pessoas que com um gesto, palavra simplesmente se rendem a quem é mais, a quem sabe de todas as coisas e que é infinitamente mais sábio.

Quando não resistimos a Deus aprendemos a nos desprender de nós mesmos e isso muitas vezes é doloroso,  sangra, tira-nos de nossas próprias defesas, arranca-nos do chão.

Mas, para que resistir a quem sabe de todas as coisas? Para que resistir a quem nos conhece sem medida? Para que resistir a quem sabe do nosso deitar e levantar?  Para quê? Respondam-me.

As nossas defesas devem ser para quem nos machuca, maltrata-nos e nos faz cair. Mas a quem nos levanta e nos ama sem medida devemos simplesmente nos despojarmos de nós mesmos e sem medo deixar que Ele nos leve a lugares altos.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Brasil


Nos quatro cantos desta Terra
pode-se ouvir alguém chorar
são lágrimas de esperança
por um futuro que já vai chegar .

Promessas de um avivamento
que o mundo inteiro vai tocar
Tomamos posse da heranca
O que Deus falou se cumprira .

Brasil, em teu solo existe um povo
Brasil, uma gente que te ama
Que clama a Deus e acredita nas promessas
Ele vira restaurando a nossa Terra .


Se o meu povo que se chama pelo meu nome
Se humilhar,
E orar, Se a minha face buscar
Se o meu povo que se chama pelo meu nome
Dos seus caminhos maus se desviar
Eu ouvirei, perdoarei
Sua Terra sararei .
( Letra Ana Paula Valadão)

A propaganda é de um país próspero, cheio de riquezas, uma das maiores riquezas do mundo. Toda esta propaganda esconde o que ainda presica ser curado em nossa Terra.
 Que possamos continuar orando e  lutando para que tudo melhore para todos e que sejamos realmente PRÓSPEROS em todos os sentidos. Que a LIBERDADE seja real a todos.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

A força está além da própria força



A imagem acima simplesmente me encanta e me fortalece.

Ela me diz: 
A força está além da própria força.

domingo, 2 de setembro de 2012

Escudo e Proteção


Achei o amor que não me deixa só
Achei a alegria que é maior
Achei descanso para o meu coração
Achei alivio e libertação.

Escudo e proteção acima da razão
Em Ti eu posso confiar.

És liberdade pra recomeçar
És esperança pra continuar
És meu abrigo quando a chuva vem
Eu deixo tudo e corro para Ti.

Escudo e proteção acima da razão
Em Ti eu posso confiar
Tua força me faz crer
Além do que eu posso ver
Em Ti eu posso confiar.

* Letra: Ana Paula Valadão