Quem sou eu

Minha foto
“A humildade não é apenas uma graça ou virtude como outras, ela é a raiz de todas, pois somente com humildade toma-se a atitude correta diante de Deus, e permite-se que Ele faça tudo”.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Oh, madrugada!

A madrugada chegou
com passos lentos, sem som,
com poucas cores,
mas com muitas mensagens.
Ela traz silêncio e ao mesmotempo sons longínquos.
Nestas horas de plena escuridão
pessoas se viram na cama com lembranças ruins,
outras choram, leem, assistem à tv,
pensam em se matar
e outras decidem se renovar.

Oh, madrugada,
quantas vezes já choramos em tua companhia,
com quantos amigos já conversamos
até tu chegares ao fim.
Quantas pessoas nasceram e
quantas outras morreram.
Quantos amores começaram
e quantos outros se foram.
Quantas orações já foram feitas
nestas horas tão só e ao mesmo tempo tão junto.
Madrugada, agora vou dormir,
as estrelas lembram-me de que
daqui a poucas horas
o amanhecer surgirá.

                    Cléu

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Por que a cor tem tanta importância?

         Marta  cresceu numa família que ensinava através de atitudes que todos eram iguais, que ela devia tratar a todos com respeito, delicadeza e com um olhar de igualdade. Enquanto crescia seus pais também cresciam financeiramente e assim era considerada por todos a menina da classe média, numa época em que no Brasil a pobreza era muito maior. Ganhar uma bicicleta era um luxo, ter um carro muito mais. Mas, Marta continuou crescendo na simplicidade, com os amigos que tinham bem menos que ela, mas que não fazia diferença dentro de seu mundo.Ao crescer, através dos olhos de muitos adultos, começou a perceber que nem todos se consideravam iguais e que a simples cor podia separar gerações.
        Ela começou a pensar:
       __ Mas, como? Todos vieram do mesmo lugar, sorriem, trabalham, tem cérebro, um corpo com as mesmas funções. Todos são HUMANOS. Por que a cor tem tanta diferença?
      E até hoje, adulta, ela faz esta mesma pergunta:
     ___ Por que a cor tem tanta importância?
                                   
                                            Cléu





domingo, 17 de novembro de 2013

Quero

Quero o salgado e o doce,
para que a minha vida seja equilibrada.

Quero festas para ter comunhão com aqueles que eu conheço
e com os que conhecerei,
e momentos solitários para ter comunhão comigo mesma.

Quero som para cantarolar vida,
e a letra para colocar no papel o que sinto.
Quero amigos para crescer como pessoa,
e desconhecidos para que se transformem em amigos.

Quero livros para viajar sem sair do lugar,
e música para cantar aquilo que outro escreveu,
mas que era exatamente o que eu queria dizer.

Quero o dia para celebrar o recomeço,
e a noite para celebrar o descanso.

Quero a criança para eu voltar a ser uma,
e o idoso para eu ter consciência que um dia chegarei lá.

Quero a fauna para contemplar o milagre da simplicidade,
e a flora para contemplar o milagre da grandiosidade.

Quero surpresas para que a vida seja surpreendente,
e segredos pois saberei que alguém confia em mim.

Quero segundas para saber agradecer pela agitação do dia,
e domingos para aprender a parar e me desligar da agitação.

Quero Deus,
para que todo o aprendizado de minha vida,
não se transforme em páginas amareladas.
                                                           Cléu






quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A metade cheia do copo

" Sou do tipo que
       olha a metade cheia do copo.
           Eu me apego a quanto ainda tem,
                não a quanto já se foi. "
                                       Glória Pires

       Quando ficamos somente olhando para o que  perdemos, para o que se foi, ficamos paralisados, não conseguimos prosseguir. Em alguns momentos da minha vida fiquei só apegada ao que eu não tinha mais ou ao que eu nunca tive. Como na frase da Glória, o copo não estava cheio, mas ainda tinha e desprezei o que tinha ficado.
        Quem já não passou por isso?
                    

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Resistência à mudança

" Todo mundo sabe que nada permanece igual para sempre; porém, estranhamente, quando eventos alheios à nossa vontade ou outras pessoas nos obrigam a sair de nossa zona de conforto, ficamos medrosos e inseguros. Às vezes ficamos com raiva e ressentidos. Mesmo quando as pessoas estão em uma situação ruim ( um relacionamento violento, um emprego sem futuro ou um ambiente perigoso )  muitas vezes se recusam a tomar um novo rumo na vida, porque preferem lidar com o conhecido a enfrentar o desconhecido.
Recentemente conheci George, fisioterapeuta e instrutor de musculação.Eu disse a ele que estava com dores nas costas e precisava de exercícios de alongamento, mas não estava conseguindo achar motivação para malhar, já que eu vivia viajando e cuidando da minha empresa.
George me disse:
____ Nick, você não tem de mudar se não quiser, mas a única pessoa  que pode ajudar a melhorar a dor nas suas costas é você mesmo. "
                         Nick Vujicic - Livro "Uma vida sem limites"


Particularmente, identifiquei-me muito com este trecho do livro de Nick :)
Tenho uma certa resistência à mudança, a sair da zona de conforto, a aceitar o que não está no script. Mas, estou aprendendo!
A gente aprende!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Fato





" Independentemente da situação e das circunstâncias, tinha sempre a opção de reagir de maneira negativa ou  positiva. "

            Nick Vujicic - Livro       Uma  vida sem limites





               A frase de Nick é um fato: sempre temos a segunda opção para prosseguirmos, continuarmos com a atitude correta ou não.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Somos como vitrais




     " As pessoas são como vitrais. Elas brilham e reluzem quando bate o sol, mas, quando cai a escuridão, a sua verdadeira beleza só é revelada se houver uma luz vinda do interior."
                                       
                            Elizabeth Kubler-Ross

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Uma vida sem limites 1

Estou lendo o livro " Uma vida sem limites" de Nick Vujicic e durante esta semana quero compartilhar alguns trechos que tem chamado a minha atenção. Espero que gostes!


" Em vez de concentrar as atenções em suas imperfeições, fracassos, erros, concentre-se nas suas bênçãos e na contribuição que pode dar, seja: um talento, um conhecimento, sabedoria, criatividade ou mão estendida."

domingo, 3 de novembro de 2013

Eis a questão






Trabalhamos para viver

       ou vivemos para trabalhar?