Quem sou eu

Minha foto
“A humildade não é apenas uma graça ou virtude como outras, ela é a raiz de todas, pois somente com humildade toma-se a atitude correta diante de Deus, e permite-se que Ele faça tudo”.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

O suficiente faz a roda girar sozinha.

   
A maturidade tem muitas vantagens, entre elas a de deixarmos de ser tão sentimentais com nosso passado e promovermos um arrastão em tudo o que é excessivo. Não há mais tempo para delongas: uma vez conhecendo melhor a nós mesmos, hora de priorizar a essência – a nossa e a de tudo.

    O que não impede que pessoas mais jovens comecem a se habituar desde cedo a não colecionar inutilidades, como amigos falsos, preconceitos e dramalhões. Hoje, considera-se rico aquele que tem 1 milhão de seguidores no Twitter e curtidas no Face, ou aquele que acredita que um sem-número de sapatos, bolsas e tênis acalmará sua ansiedade, afugentando o vazio. 
    Se temos afeto e dinheiro suficientes para viver bem, com paz, conforto e alegria, para que correr atrás de mais e mais? O excesso pode conspirar contra, nos exigindo um esforço extra para manter a roda girando. O suficiente faz a roda girar sozinha.

                                         Martha Medeiros

16 comentários:

  1. Tão verdadeiro esse texto! Lindo! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida
    Que bom a gente perceber isso e ter uma vida mais serena em todos os níveis!!!
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  3. Bom seria se a preocupação com o doar fosse maior que aquela alimentada com o ter. Bjs.

    ResponderExcluir

  4. Tenho caminhado para "ser" sempre alguém melhor e alcançar meus objetivos, independente do que possa "ter" ou venha a "ter"......

    ResponderExcluir
  5. ¡Hola, Fiha!!!

    Felicides por tu texto: Me encanta y, no es más feliz el que mucho tiene o el que mucho quiere tener, es feliz la persona que sabe disfrutar de las pequeñas cosas que la vida nos regala cada día..
    Ha sido un placer leerte.
    Te dejo mi garitud y mi estima. Un abrazo y besos azules en vuelo.
    Se muy muyfeliz.

    ResponderExcluir
  6. Olá Cléu,

    Concordo inteiramente com a Martha.
    Pena que esse processo de consciência costuma demorar a chegar para alguns, instalando-se somente na maturidade.
    Todo tipo de excesso traz ônus, seja no campo material, seja na esfera espiritual e emocional,
    O suficiente basta para aqueles que já entenderam que não precisamos de muito para viver bem e em paz.

    Lindo dia.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Frases certas concordo,
    continuaremos a evoluir
    vou ali não me demoro
    voltarei para a ver sorrir!

    Boa quinta-feira, um beijo você Filha do Rei.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  8. Concordo plenamente com a Marta. O suficiente dá menos trabalho e evita assaltos. Rsrs. Belo texto! Ótima escolha!

    Beijos,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  9. Oi Filha do Rei. Venho do Atitude, blog da Lu Nogfer. só agora pude visitar as pessoas que comentaram no meu post sobre o perdão. Grata pela sua opinião.
    Eu acho que maturidade não depende da idade e sim, da educação e da própria vivência.
    Maturidade para mim é quem sabe conciliar seu tempo com o mundo real e virtual, quem consegue ver o outro com empatia e se despir de preconceitos e ser uma pessoa desapegada, desse jeito não sofre com amizades falsas. Este último eu admito que ainda estou na luta para tentar vencer.
    Beijos e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. A Martha Medeiros transborda sabedoria e seus textos são sempre ótimos. Já havia lido esse e é mt bom, Cléu. bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Great blog♥

    How about follow each other?
    I follow your blog. Waiting for you♥
    My Blog: http://juliemcqueen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Adorei a reflexão. Aborda o tema "ser" ou ter" . A Felicidade está nas pequenas coisas. Uma frase que li e não me esqueço: " É feliz aquele que se contenta com o que tem e não pede peras ao 0olmo". Bjs > Bom domingo !

    ResponderExcluir
  13. Faz. É como ensina a sabedoria popular: "a virtude está no meio, não nos extremos". Belo post, boa semana!

    ResponderExcluir