Quem sou eu

Minha foto
“A humildade não é apenas uma graça ou virtude como outras, ela é a raiz de todas, pois somente com humildade toma-se a atitude correta diante de Deus, e permite-se que Ele faça tudo”.

domingo, 29 de dezembro de 2013

Receba 2014 . . .

com um sorriso escancarado,



com os braços bem abertos,


com o coração batendo forte



e com a certeza de que
temos tudo para dar certo.

A todos que me acompanharam durante 2013 eu agradeço profundamenteeeeeeeeeeeeeeee pelo carinho, pelas visitas, pelos comentários, pelos incentivos e  pelo respeito demonstrados a mim . Muito obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!! :)

Que 2014 seja um ano cheio de realizações e que possamos realmente desejar estar  " Nas mãos do Oleiro" para que possamos ser cada vez melhores.
 Bjsssss
             Bjsssssssssssssss
                           Bjssssssssssssssssssssssss
                                      Bjssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss


E a Deus que aprendi a respeitar e a amar o meu OBRIGADAAAAAA por tudooo. Sei que estamos numa época em que a força do ser humano é muito reverenciada: o conseguir tudo com as próprias forças. Mas, eu continuo dizendo que sem Deus eu não saberia direcionar a minha vida para um caminho com mais paz, amor e caráter. Obrigada, Senhor, por ser o meu OLEIRO!!


                                                Cléu

domingo, 22 de dezembro de 2013

Quem é o aniversariante?

No livro "O Mestre da sensibilidade", O Dr. Augusto Cury faz um breve resumo das características fundamentais da personalidade e inteligência de Jesus Cristo:

1) Protegia a sua emoção diante dos focos de tensão.
2) Filtrava os estímulos estressantes.
3) Não fazia da sua memória uma lata de lixo das misérias existenciais.
4) Não gravitava em torno das ofensas e rejeições sociais.
5) Pensava antes de reagir.
6) Era convicto no que pensava e gentil na maneira de expor os seus pensamentos.
7) Transferia a responsabilidade de crer nas suas palavras e segui-lo aos próprios ouvintes.
8) Vivia a arte do perdão. Podia retomar o diálogo a qualquer momento com as pessoas que o frustravam.
9) Era um investidor em sabedoria diante dos Invernos da vida. Fazia das suas dores uma poesia.
10) Não fugia dos seus sofrimentos, mas enfrentava-os com lucidez e dignidade.
11) Quanto mais sofria, mais alto sonhava.
12) Não reclamava nem murmurava. Supervalorizava o que tinha, e não o que não tinha.
13) Geria com liberdade os seus pensamentos. As ideias negativas não tinham lugar na sua mente.
14) Era um agente modificador da sua história, e não vítima dela.
15) Não sofria por antecipação.
16) Rompia todo o cárcere intelectual. Era flexível, solidário e compreensível.
17) Brilhava no seu raciocínio, pois abria as janelas da sua memória e pensava em todas as possibilidades.
18) Contemplava o belo nos pequenos eventos da vida.
19) Não gravitava em torno da fama e jamais perdia o contacto com as coisas simples.
20) Vivia cada minuto da vida com intensidade. Não havia nele sombra de tédio, rotina e angústia existencial.
21) Era sociável, agradável, relaxante. Estar ao seu lado era uma aventura contagiante e estimulante.
22) Vivia a arte da autenticidade.
23) Sabia compartilhar os seus sentimentos e falar de si mesmo.
24) Vivia a arte da motivação. Conseguia erguer os olhos e ver as flores antes que as sementes tivessem brotado, antes do cair das primeiras chuvas.
25) Não esperava muito das pessoas que o rodeavam, nem das mais íntimas, embora se doasse intensamente por elas.
26) Tinha enorme paciência para ensinar e não vivia em função dos erros dos seus discípulos.
27) Nunca desistia de ninguém, embora as pessoas pudessem desistir dele.
28) Tinha enorme capacidade para encorajá-las, ainda que fosse com um olhar. Usava os seus erros como adubo da maturidade, e não como objeto de punição.
29) Sabia estimular as suas inteligências e conduzi-las a pensar em outras possibilidades
30) Conseguia ouvir o que as palavras não diziam e ver o que as imagens não revelavam.
31) A ninguém considerava seu inimigo, embora alguns o considerassem uma ameaça para a sociedade.
32) Conseguia amar com um amor incondicional, um amor que ultrapassava a lógica do retorno.


Fonte:  http://seguirjesus.blogspot.com.br/2007/05/jesus-o-mestre-dos-mestres.html

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

ABRA-SE







ABRA-SE PARA O NOVO,

     PARA O RENOVO,

           PARA O QUE VIER.

                     Cléu

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Cuidado com a porta aberta

Um dia a ansiedade chegou e viu a porta aberta,
espiou, entrou e sentiu-se dona daquele espaço.
Observou  e ficou feliz:
___ Ele esqueceu de viver um dia de cada vez,
não existe mais lugar para a calma. Agora sou eu que reino.

                               Cléu

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

. . . é correr o risco


                                     Autor desconhecido

domingo, 1 de dezembro de 2013

Quero ser um televisor

A professora Ana Maria pediu aos alunos que fizessem uma redação e nessa redação o que eles gostariam que Deus fizesse por eles. À noite, corrigindo as redações, ela se depara com uma que a deixa muito emocionada.
O marido, nesse momento, acaba de entrar, a vê chorando e diz:
"O que aconteceu?" Ela respondeu: "Leia". Era a redação de um menino."Senhor, esta noite te peço algo especial:
Me transforme em um televisor.
Quero ocupar o seu lugar.
Viver como vive a TV de minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir minha família ao redor...
Ser levado a sério quando falo...
Quero ser o centro das atenções e ser escutado sem interrupções nem questionamentos.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona.
E ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo que esteja cansado. E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de ignorar-me.
E ainda que meus irmãos "briguem" para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo. E, por fim, que eu possa divertir a todos. Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"

Naquele momento, o marido de
Ana Maria disse:
"Meu Deus, coitado desse menino!
Nossa, que coisa esses pais".
E ela olha: "Essa redação é do nosso filho".

(Autor Desconhecido)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Oh, madrugada!

A madrugada chegou
com passos lentos, sem som,
com poucas cores,
mas com muitas mensagens.
Ela traz silêncio e ao mesmotempo sons longínquos.
Nestas horas de plena escuridão
pessoas se viram na cama com lembranças ruins,
outras choram, leem, assistem à tv,
pensam em se matar
e outras decidem se renovar.

Oh, madrugada,
quantas vezes já choramos em tua companhia,
com quantos amigos já conversamos
até tu chegares ao fim.
Quantas pessoas nasceram e
quantas outras morreram.
Quantos amores começaram
e quantos outros se foram.
Quantas orações já foram feitas
nestas horas tão só e ao mesmo tempo tão junto.
Madrugada, agora vou dormir,
as estrelas lembram-me de que
daqui a poucas horas
o amanhecer surgirá.

                    Cléu

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Por que a cor tem tanta importância?

         Marta  cresceu numa família que ensinava através de atitudes que todos eram iguais, que ela devia tratar a todos com respeito, delicadeza e com um olhar de igualdade. Enquanto crescia seus pais também cresciam financeiramente e assim era considerada por todos a menina da classe média, numa época em que no Brasil a pobreza era muito maior. Ganhar uma bicicleta era um luxo, ter um carro muito mais. Mas, Marta continuou crescendo na simplicidade, com os amigos que tinham bem menos que ela, mas que não fazia diferença dentro de seu mundo.Ao crescer, através dos olhos de muitos adultos, começou a perceber que nem todos se consideravam iguais e que a simples cor podia separar gerações.
        Ela começou a pensar:
       __ Mas, como? Todos vieram do mesmo lugar, sorriem, trabalham, tem cérebro, um corpo com as mesmas funções. Todos são HUMANOS. Por que a cor tem tanta diferença?
      E até hoje, adulta, ela faz esta mesma pergunta:
     ___ Por que a cor tem tanta importância?
                                   
                                            Cléu





domingo, 17 de novembro de 2013

Quero

Quero o salgado e o doce,
para que a minha vida seja equilibrada.

Quero festas para ter comunhão com aqueles que eu conheço
e com os que conhecerei,
e momentos solitários para ter comunhão comigo mesma.

Quero som para cantarolar vida,
e a letra para colocar no papel o que sinto.
Quero amigos para crescer como pessoa,
e desconhecidos para que se transformem em amigos.

Quero livros para viajar sem sair do lugar,
e música para cantar aquilo que outro escreveu,
mas que era exatamente o que eu queria dizer.

Quero o dia para celebrar o recomeço,
e a noite para celebrar o descanso.

Quero a criança para eu voltar a ser uma,
e o idoso para eu ter consciência que um dia chegarei lá.

Quero a fauna para contemplar o milagre da simplicidade,
e a flora para contemplar o milagre da grandiosidade.

Quero surpresas para que a vida seja surpreendente,
e segredos pois saberei que alguém confia em mim.

Quero segundas para saber agradecer pela agitação do dia,
e domingos para aprender a parar e me desligar da agitação.

Quero Deus,
para que todo o aprendizado de minha vida,
não se transforme em páginas amareladas.
                                                           Cléu






quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A metade cheia do copo

" Sou do tipo que
       olha a metade cheia do copo.
           Eu me apego a quanto ainda tem,
                não a quanto já se foi. "
                                       Glória Pires

       Quando ficamos somente olhando para o que  perdemos, para o que se foi, ficamos paralisados, não conseguimos prosseguir. Em alguns momentos da minha vida fiquei só apegada ao que eu não tinha mais ou ao que eu nunca tive. Como na frase da Glória, o copo não estava cheio, mas ainda tinha e desprezei o que tinha ficado.
        Quem já não passou por isso?
                    

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Resistência à mudança

" Todo mundo sabe que nada permanece igual para sempre; porém, estranhamente, quando eventos alheios à nossa vontade ou outras pessoas nos obrigam a sair de nossa zona de conforto, ficamos medrosos e inseguros. Às vezes ficamos com raiva e ressentidos. Mesmo quando as pessoas estão em uma situação ruim ( um relacionamento violento, um emprego sem futuro ou um ambiente perigoso )  muitas vezes se recusam a tomar um novo rumo na vida, porque preferem lidar com o conhecido a enfrentar o desconhecido.
Recentemente conheci George, fisioterapeuta e instrutor de musculação.Eu disse a ele que estava com dores nas costas e precisava de exercícios de alongamento, mas não estava conseguindo achar motivação para malhar, já que eu vivia viajando e cuidando da minha empresa.
George me disse:
____ Nick, você não tem de mudar se não quiser, mas a única pessoa  que pode ajudar a melhorar a dor nas suas costas é você mesmo. "
                         Nick Vujicic - Livro "Uma vida sem limites"


Particularmente, identifiquei-me muito com este trecho do livro de Nick :)
Tenho uma certa resistência à mudança, a sair da zona de conforto, a aceitar o que não está no script. Mas, estou aprendendo!
A gente aprende!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Fato





" Independentemente da situação e das circunstâncias, tinha sempre a opção de reagir de maneira negativa ou  positiva. "

            Nick Vujicic - Livro       Uma  vida sem limites





               A frase de Nick é um fato: sempre temos a segunda opção para prosseguirmos, continuarmos com a atitude correta ou não.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Somos como vitrais




     " As pessoas são como vitrais. Elas brilham e reluzem quando bate o sol, mas, quando cai a escuridão, a sua verdadeira beleza só é revelada se houver uma luz vinda do interior."
                                       
                            Elizabeth Kubler-Ross

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Uma vida sem limites 1

Estou lendo o livro " Uma vida sem limites" de Nick Vujicic e durante esta semana quero compartilhar alguns trechos que tem chamado a minha atenção. Espero que gostes!


" Em vez de concentrar as atenções em suas imperfeições, fracassos, erros, concentre-se nas suas bênçãos e na contribuição que pode dar, seja: um talento, um conhecimento, sabedoria, criatividade ou mão estendida."

domingo, 3 de novembro de 2013

Eis a questão






Trabalhamos para viver

       ou vivemos para trabalhar?

sábado, 26 de outubro de 2013

Sonhos, sonhos, sonhos

O sonho vem sem querer,
surge sem esperar.
Ao dormir, em uma noite
Podemos sonhar com quem conhecemos
ou com quem nunca vimos.
Sonhos que agradecemos ao saber que é apenas um sonho
ou aquele que gostaríamos que fosse verdade.
Sonhos sobre o que nos aflige
ou sobre o que nos alegra
Sonhos, sonhos, sonhos
Imagens
      S
        o
           n
             h
               o
                 s.
        
                                     Cléu

     

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

A árvore dos meus amigos.

Tenho aprendido que não devemos criar expectativas sobre nenhum relacionamento. Tenho aprendido que SER amigo é simplesmente não esperar TER. É um aprendizado difícil ,mas que nos faz ser livres. E, mexendo em minha agenda entrei o texto abaixo que fala sobre a amizade. Talvez já conheças, mas vale a pena ler de novo. E quem não  o conhecia sei que vai se encantar.

"Existem pessoas nas nossas vidas que nos fazem felizes pela simples casualidade de terem cruzado o nosso caminho.

Algumas percorrem o caminho ao nosso lado, mesmo vendo muitas luas passarem, mas outras apenas vemos entre um passo e outro.

A todas chamamos amigos.

Há muitas classes deles. Talvez cada folha de uma árvore represente um de nossos amigos. O primeiro que nasce é o nosso amigo pai e a nossa amiga mãe, que nos mostram o que é a vida.

Depois vem os amigos irmãos, com quem dividimos o nosso espaço para que possam florescer como nós. Passamos a conhecer toda a família de folhas, a quem respeitamos e desejamos o bem. Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais não sabíamos que iam cruzar o nosso caminho. Muitos deles chamamos amigos da alma, do coração. São sinceros, são verdadeiros. Sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz.

E às vezes um desses nossos amigos da alma se instala em nosso coração. Então, chamamos esse amigo ou amiga de namorado ou namorada. Esse dá brilho aos nossos olhos , música aos nossos lábios , salta aos nossos pés.

Mas também há aqueles amigos de passagem, talvez umas férias ou mesmo um dia ou uma hora. Eles colocam sorrisos em nosso rosto, durante o tempo que estamos com eles.
Falando no assunto, não podemos esquecer dos amigos distantes. Aqueles que estão nas pontas dos galhos, mas que quando o vento sopra, sempre aparecem novamente entre uma folha e outra.
O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e perdemos algumas de nossas folhas.
Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por muitas estações.Mas o que nos deixa mais feliz é que as folhas que caíram continuam junto, alimentando a nossa raiz com alegria . São recordações de momentos maravilhosos enquanto cruzavam o nosso caminho com alegria . São recordações de momentos maravilhosos enquanto cruzavam o nosso caminho."

                                                 Autor desconhecido

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Ainda existe poesia, alegria. Aos mestres. . .

Quando eu era criança já sabia o que queria ser: professora, ensinar. Esta profissão sempre me atraiu, comparava com o cheiro de terra molhada e com a  leveza de um pássaro flutuando no horizonte de infinitas descobertas.
O SER professora continua sendo  fantástico, mas pelo caminho encontramos o descaso de alguns. Alunos tendo só direitos e esbanjando nestes "direitos", professores sendo humilhados por alunos e pais.
Pais não querendo mais ter responsabilidade e por isso deixam toda para a escola e em algumas turmas enormes muitos professores precisam ser pais, psicólogos, irmãos.
Têm os professores que para darem uma vida digna para suas famílias precisam trabalhar 40h, 60h e chegando em casa elaboram novas aulas, corrigem trabalhos.


E por que continuar? Porque . . .

Ser professor é
Ser professor é professar a fé e a certeza de que tudo terá valido a pena se o aluno sentir-se feliz pelo que aprendeu com você e pelo que ele lhe ensinou...  

Ser professor é consumir horas e horas pensando em cada detalhe daquela aula que, mesmo ocorrendo todos os dias, a cada dia é única e original... 

Ser professor é entrar cansado numa sala de aula e, diante da reação da turma, transformar o cansaço numa aventura maravilhosa de ensinar e aprender... 

 Ser professor é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado. 

 Ser professor é ter a capacidade de "sair de cena, sem sair do espetáculo". 

 Ser professor é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés...

Ainda existe poesia, alegria !



* O texto" Ser professor é" foi retirado do site mensagensepoemas.uol.com.br/mensagem/ser-professor-e.html‎. Não tem o nome do autor.

                                              

sábado, 12 de outubro de 2013

Então, que tal começar uma boa leitura hoje?

Sempre amei ler e já escrevi textos sobre este assunto. Como hoje é o Dia Nacional da Leitura resolvi procurar pesquisas, textos sobre a importância da leitura e encontrei o de Ivan Trilha. Quero compartilhá-lo contigo!! Boa leitura!!

A leitura é um hábito solitário. No atarefado cotidiano moderno, todos estão sempre apressados, cansados e não conseguem tirar um tempo para estarem consigo mesmos. Sim, ler é estar consigo, é conversar consigo mesmo, tendo o autor como instrumento. É um momento de introspecção, cada vez mais raro nesse turbilhão de acontecimentos, sensações, informações e ocorrências do nosso dia a dia. Parece incrível, porém, que milhares de pessoas ainda não percebem na leitura um importante momento de relaxamento, concentração, além da vibração positiva e do desenvolvimento, tanto intelectual quanto emocional, que isso proporciona.
O hábito da leitura é um importante meio para trabalhar a mente e nosso autoconhecimento. Quantos insights você já não teve ao ler um livro? Desenvolvemos nossa criatividade, nosso raciocínio e nosso “espírito crítico”. Estamos muito aquém do ideal. Entretanto, um sinal que, realmente, as pessoas buscam conhecimento. Apesar de muito incipiente, tendo em vista os dados das pesquisas, já vejo algumas informações otimistas sobre a leitura no Brasil. Existe uma grande busca pelo sucesso profissional, por meio do acúmulo de conhecimentos e informações. Claro, uma das alternativas para aprender de forma mais completa é por meio de revistas e livros sobre assuntos de interesse, especializados.
Tudo isso não é motivo para desânimo. Tanto isso é verdade que já temos livros digitais e, mais uma vez, acreditem, o mundo está se “movendo” nesse sentido. Temos, não só os autores que creem nisso, também editores e todo um aparato tecnológico que busca facilitar e disseminar o acesso à leitura. Para tanto, é preciso absorver e refletir mais sobre essa questão e agir nessa luta de palavras, imaginação e cultura. Mais que isso, temos de entender e compreender que tudo isso está ao nosso dispor. 


Então, que tal começar uma boa leitura hoje?

Autor: Ivan Trilha

Fonte: http://www.abdl.com.br/noticias/index.php?noticia=204&titulo=Brasil%20ocupa%20o%2027%BA%20lugar%20em%20%EDndice%20de%20leitura
 

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Minha criança

Minha criança,
venha  brincar comigo,
venha sorrir  e cantar,
correr na chuva,
sujar-se no chão,
brincar no balanço que leva quase ao  céu,
pular sem ter receio de cair.
Oh, minha criança,
invada-me com a tua leveza,
faça o meu adulto
dar-te lugar.

                                           Cléu              

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Vidas sem limites, apesar dos limites.

 Superação- vencer, ultrapassar os obstáculos. 
Alguns momentos de nossas vidas  realmente são difíceis, existem situações que nos tiram o chão, deixam-nos perdidos. Mas, quero apresentá-los pessoas que nos inspiram através de suas histórias, através de um olhar que os levaram além e de uma fé que os ajudam a ultrapassar circunstâncias.Alegrem-se com o sorriso e a história de cada uma delas.

O australiano Nicholas Vujicic fez de sua deficiência um motivo de orgulho. Nascido sem braços e pernas, ele ficou famoso no mundo inteiro pelas inúmeras palestras  que comovem estudantes e pessoas. Depois de uma infância e juventude difícil e privada de muitas brincadeiras, ele fundou, aos 17 anos, a ONG "Vida Sem Membros", que ajuda pessoas com necessidades especiais e escreveu o livro "Uma vida sem limites". Em suas palestras, ele fala sobre deficiência, esperança, perseverança, Deus e o sentido da vida Leia mais em: http://zip.net/bqk4X9


 
A geógrafa Karolina Cordeiro conseguiu superar uma história de dificuldade junto com seu filho, Pedro, que nasceu com uma síndrome rara que afeta o sistema motor. A mãe decidiu parar de trabalhar para cuidar do filho, e foi além, colocou Pedro em um carrinho e passou a disputar corridas com ele. Em 2012, os dois realizara, pela primeira vez uma prova oficial de corrida, em Uberlândia (MG) Leia mais em: http://zip.net/bmk34f

 
 
 
A bela modelo da foto acima é surda. Thaisy Payo ignorou sua deficiência e investiu em uma bem-sucedida carreira de modelo. Ela já foi eleita rainha de beleza de diversos concursos do interior brasileiro e se destacou com o título de Miss Surda Brasil 2013. Com o prêmio, ela vai disputar o título de Miss Mundo Surda na República Tcheca. Além de sua beleza, Thaisy é formada em Letras e Farmácia Generalista por universidades federais do Sul do país Leia mais em: http://zip.net/byk4Kz


 
 
Em 2002, o modelo Fernando Fernandes participou do "Big Brother Brasil", mas ficou sem o prêmio principal. A fama do reality o fez investir na carreira de ator, mas um acidente de carro, em 2009, o deixou paraplégico e pôs fim ao seu sonho. Fernando não se abateu e mudou de sonho: passou a treinar canoagem. Ele conquistando títulos de campeão mundial e bicampeão sul-americano do esporte Leia mais em: http://zip.net/bvk4MF


 
 
 
 
O físico britânico Stephen Hawking é um dos mais prestigiados matemáticos do mundo apesar de sofrer com uma grave doença conhecida como esclerose amiotrófica, que causa a morte dos neurônios responsáveis pelas atividades motoras. Excelente palestrante, Hawking usa um sistema de tecnologia avançado para se comunicar e locomover Leia mais em: http://zip.net/brk4sS



 
 
 
 
Alcindo Carvalho sofreu um acidente de carro há sete anos, em São Paulo, e ficou tetraplégico. O trágico fato que mudou sua vida não foi capaz de abater sua vontade de viver, e Alcindo continuou fazendo tudo o que sempre gostou. Entre os desafios que enfrentou, ele aprendeu a cantar e tocar gaita, gravando um vídeo que serviu de inspiração para muitas pessoas na internet Leia mais em: http://zip.net/bnk37k

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Uma corrompe a vida; a outra enobrece a alma.


                                     *  Autor desconhecido

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Sopa de letrinhas

As palavras escorregam pela boca,
escorregam pelos dedos.
Fazem-nos brincar, sorrir,
transforma um momento triste
em algo feliz.

Ela tem o poder de conquistar
um sorriso 
ou de apunhalar o nosso peito.

Amor rima com calor
ou com dor?
Paixão rima com canção
ou com vilão?

Vamos brincar com as palavras,
 fazer uma sopinha de letra
e ao colocá-la em nossa boca
que possamos escolher cada letra
e nos encher de palavras saborosas
que fluirão pelo ar.

                              Cléu


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Aqui existe a poesia das cidades pequenas.

A inspiração para escrever pode surgir de vários lugares, de gestos ou de situações e muitas vezes uma "luz" surge  de um comentário deixado aqui e que me alegro de lê-los cada um. E este post, a ideia, a inspiração veio através do comentário da Chica do blog  "Fuxicando com as letras ". Por isso aqui estou eu escrevendo sobre um lugar que amo e admiro muito: o meu canto escondidinho, o lugar do meu aconchego, a minha cidade, a minha Terra.

O lugar onde nascemos sempre tem um importância para nós: alguns discordam porque algumas coisas ruins que aconteceram ressurgem, mas este lugar foi onde tudo começou, onde nos descobrimos como gente, onde tivemos alegrias e tristezas, mas é o nosso lugar.

Moro numa cidade pequena( 19 mil hab.) e  muitos dos que aqui nasceram e moram acham pacata demais, parada demais e querem ir embora .É pequena , mas é onde ainda podemos caminhar seguros pelas ruas, sem ficar segurando a bolsa e com medo de todo mundo. No verão ainda podemos sentar na frente de nossas casas e reunir os amigos numa roda de chimarrão. É pequena, por isso todos se conhecem e assim surgem as fofocas ( eis o lado negativo). Mas, onde não existe fofoca? Até mesmo nas cidades grandes, pois sempre existe um grupo formado, convivência.

No mapa estamos quase caindo no Uruguai , já na entrada está o nome " Arroio Grande", conhecida como  " Cidade Simpatia", " Terra de Mauá". Temos um personagem ilustre do nosso Brasil que nasceu aqui:  Irineu Evangelista de Souza (1813-1889), o Visconde de Mauá, ou Barão de Mauá, nasceu em no município de Arroio Grande , então distrito de Jaguarão, estado do Rio Grande do Sul, no dia 28 de dezembro de 1813. Industrial, banqueiro, político e diplomata, é um símbolo dos capitalistas empreendedores brasileiros do século XIX. Inicia seus negócios em 1846 com uma pequena fábrica de navios em Niterói (RJ). Em um ano, já tem a maior indústria do país: emprega mais de mil operários e produz navios, caldeiras para máquinas a vapor, engenhos de açúcar, guindastes, prensas, armas e tubos para encanamentos de água.( Fonte: http://br.answers.yahoo.com/questio/index?qid=20070917044845AAiBNSE)

Aqui existe a poesia das cidades pequenas.

E tu? Onde moras? Qual é a poesia da tua cidades?

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Tchê, que barbaridade!

Fico encantada com a diversidade do nosso Brasil: as comidas, maneira de vestir e falar, o vocabulário, a fauna, a flora. Há dois anos estive no Pará e a cada descoberta um encanto e uma certeza: como não conhecemos o nosso País.
Hoje, aqui no Rio Grande do Sul ,é feriado. É
  o Dia do Gaúcho e é relembrado a Revolução Farroupilha.

  A Revolução Farroupilha , também conhecida como Guerra dos Farrapos, foi a mais longa guerra civil da história do Brasil, aconteceu na primeira metade do séc. XIX, durou de 1835 a 1845. Foi uma guerra travada entre imperialistas e republicanos. Os primeiros defendiam a continuação do Império e os outros a implantação da República.
Alguns personagens da Guerra dos Farrapos: Bento Gonçalves da Silva, Giuseppe Garibldi e David Canabarro. 

No dia 20 de setembro os cavalos voltam às ruas, as prendas e os gaúchos colocam suas vestimentas e saem alegremente galopando. Isto é o Rio Grande do Sul, a terra do churrasco, do chimarrão ,da flora e fauna diversificada.As estações ainda são as mais definidas.
Temos o nosso vocabulário, palavras que geralmente usamos só aqui, outras que são usadas só em determinadas regiões.
 
Achego: Amparo, encosto, proteção. 

 Agregado: Pessoa pobre que se estabelece em terras alheias, com autorização do respectivo dono.
 Água-de-cheiro: Perfume, extrato.
Amargo: O mesmo que chimarrão.
Aporreado: Cavalo mal domado, indomável, que não se deixa amansar. Aplica-se, também ao homem rebelde.
Aprochegar: Chegar perto, unir-se.
 Bagual: Cavalo manso que se tornou selvagem. Reprodutor, animal não castrado.
Baio: Pelagem de cavalo cor de ouro desmaiado.
Baita: Grande, enorme.
 Boia: Comida.
Bueno: Bom, gostoso. Mas, bem.
Bugio: Macaco de médio porte, comum na região. Tipo de música e dança. Pelego curtido e pintado, em geral forrado de pano.
Cabresto: Peça de couro que é apresilhada ao boçal para segurar o cavalo ou o muar. 
Campear: procurar o gado pelos campos.
 Cusco: Cão pequeno, cão de raça ordinária. O mesmo que guaipeca, guaipé.
 Esgualepado: Vivente meio desarrumado, desengonçado, liquidado por causa da canha ou da peleia.
Facada: Pedido de dinheiro feito por indivíduo vadio, incapaz de trabalhar, que não pretende restituí-lo.

Faceiro: Contente.
Fatiota: Terno; conjunto de roupas do homem: calça, colete e paletó.
Guapo: Forte, vigoroso, valente, bravo.  
Guri: Criança, menino, piazinho, piazito, serviçal para trabalhos leves nas estâncias.
Lábia: Habilidade de conversa.
 Petiço: Cavalo pequeno, curto, baixo.
Piá: Menino, guri, caboclinho.

Pingo: Cavalo.sites.google.com/site/orgulhodesergaucho2009/vocabulario-gaucho
Tchê:pessoa
Tu: pronome usado aqui no Sul (sites.google.com/site/orgulhodesergaucho2009/vocabulario-gaucho)
Agora, começa uma chuva quieta, mansinha e o friozinho leva-me ao aconchego.
Este é o meu Pampa, é o Sul, o Rio Grande do Sul.

                                                  Cléu
 
 
 
 
 

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Chuva e vento

     Amo a chuva e o vento e quando digo isto algumas pessoas me acham estranhas, não entendem :)
     A  maioria das pessoas que conheço reclamam quando estes dois fenômenos surgem. Mas, a chuva e o vento vêm para nos trazer um alívio, para nos limpar , para nos purificar. Possuem o lado negativo: às vezes destruição quando vêm com todo violência.
     Mas, não é sempre que isto acontece.
     Quando estes fenômenos surgirem que possamos agradecer pelo que eles fazem para nós: molham a terra, carregam as sementes, limpam-nos e nos refrescam.
    Não é a chuva e o vento que estragam  nossos dias, é a falta de um olhar poético sobre o nosso cotidiano.
    Que possamos receber a chuva como recebemos o sol.
           Que possamos sorrir para o vento e não nos importarmos com os cabelos em desalinho.

                             Cléu




segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Pequenas Grandes Maravilhas da Vida

Passeando num parque,
fiquei observando as árvores,
tão suntuosas, belas, elegantes.
Abracei uma delas e me disseram:
__ Esta tem 40 anos !
Afastei-me, contemplei-a,
sorri e novamente a abracei.
Céus, tantos anos no mesmo lugar
aguentando ventos, tempestades, chuva, sol, frio.
Na primavera florescendo,
no outono perdendo suas folhas e se renovando.
As raízes firmes, o tronco com algumas marcas,
mas suntuosa, magnífica.
Este é um dos milagres do nosso cotidiano
que nos passa despercebido.
Corremos, corremos, corremos
e não percebemos as Pequenas
Grandes Maravilhas da Vida .

                                  Cléu

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Sonhos . . . 10.000 km


 


 Prosseguir!

Tentar!

 Insistir no que vale a pena!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Não perca a poesia da vida , regue-a todos os dias !


O homem está perdendo a poesia da vida.

Onde ela está?
Está nas praças cheias de crianças.
Mas onde estão as crianças?
Trancadas em casa no mundo tecnológico.

Onde ela está?
Está no olhar de um casal apaixonado.
Mas onde estão os olhares apaixonados?
Estão perdidos na frieza dos corações.

Onde ela está?
Na  família que se aconchega, se junta.
Mas onde está a família?
Cada um correndo de um lado para o outro
e não se encontrando.

Onde ela está?
Na amizade sincera, na chuva que cai,
no sol que brilha, no mar que perdemos de vista,
no pássaro que voa, na criança que se entrega ao abraço.

Não perca a poesia da vida ,
regue-a todos os dias !

                                                                       Cléu

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Vivo . . .


Vivo um dia de cada vez,


para não me perder


e ser tragada  pela ansiedade.

                            
                             Cléu

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Uma paixão

Quem me conhece sabe que o melhor presente que poderão me dar é um livro. Sou apaixonada por eles , fascinada pelas palavras e quando encontrei os quadrinhos abaixo comecei a rir, porque eu estava ali representada por aqueles também apaixonados pelos livros.

Será que tem mais alguém que se identifica pelo menos com uma das situações retratadas abaixo? :)





sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A grama do vizinho é sempre mais verde.

Encontrei o texto abaixo no site http://www.lagoinha.com e achei  interessante, pois : Quem já não reclamou ?  :) E que possamos a cada dia perder esta mania de reclamar e agradecer bem mais.
Confiram! Vale a pena !
“Este café está horrível!”; “O pão está murcho”; “A comida está fria”; “Meu cabelo é horroroso”; “Meu corpo é feio”; “Ai, que calor”; “Agora está frio demais”; “Por que o meu esposo não é igual ao da minha amiga?”; “Ah! Minha mulher poderia ser como a Fulana”; “Este pastor grita demais, Deus é surdo?”; “Eu não gostei do culto hoje” (aliás, nunca gostou); “Isso só acontece comigo!”; “Ah! Os meus filhos poderiam ser como os do vizinho”; “Odeio meu emprego”; “Odeio minha família”; “Minha vida é uma droga”.

Se algumas dessas frases lhe são familiares, não é mera coincidência. Nada para o reclamador está bom. Nada presta. Tudo tem de ser exatamente do jeito dele, e mesmo assim ainda tem aqueles que sempre enxergam algum defeito ou problema e se põem a reclamar. Neste sentido, é bom salientar que o “reclamão” não é uma pessoa grata. Ele pensa que as pessoas têm obrigação de servi-lo e o pior: servi-lo da maneira que ele acha que é a correta.

Mas por que algumas pessoas agem assim? Por que existem aqueles que reclamam exageradamente? Quem responde a esta pergunta é a psicóloga Rose Mary Soares Cunha: “A criança, por exemplo, aprende por repetição, quando elas ouvem os adultos xingando, passam a xingar também, quando percebem medo nos adultos por determinada coisa sentem medo também e assim aprendem também a reclamar. Somos modelos e não é somente para criança, mesmo depois de adultos continuamos aprendendo por modelo. Precisamos estar atentos para perceber o que estamos aprendendo”, observa Rose Mary que também é pós-graduada em Gestão de Pessoa.

Supervalorizam as coisas dos outros, apenas pela aparência exterior, sem nem mesmo conhecer o contexto das situações que envolvem tais coisas. A casa do vizinho é melhor, a família dos outros é mais abençoada, a igreja vizinha é mais cheia de poder, o pastor da outra igreja é mais ungido, o emprego do colega é mais recompensador, e muitos outros exemplos que não caberiam neste artigo. Na verdade, o que acontece, é que os reclamões criam uma expectativa falsa em relação aos outros. Eles depositam nas pessoas o que eles gostariam de ter ou ser. E como não conseguem, começam a reclamar.

Mude o seu foco Talvez, lendo este artigo, você se reconheceu com as dificuldades aqui apresentadas ou conhece alguém que age assim. Dizem que se conselho fosse bom, ninguém dava, ao contrário, vendia. Mas se você quer mudar suas atitudes ou conhece alguém que precisa urgentemente sair dessa posição incômoda de ser o “reclamão” da turma, é bom ler o conselho da psicóloga Rose Mary. Ela coloca três dicas interessantes que vão ajudar você ou quem se enquadra nessa situação a controlar as reclamações. “Primeiro, observe o que tem influenciado o seu comportamento. Segundo, pare de buscar motivos para reclamar. Terceiro, mude o seu foco para algo que lhe faça bem. Mas, repito, tudo depende da  forma como a pessoa deseja agir, se ela deseja continuar reclamando continuará sendo o ‘reclamão’ de sempre”.
:: Por Ana Paula Costa

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Ambição




Minha grande ambição:
        crescer como pessoa a cada dia.
              Ter um castelo de sentimentos,
                  e a paz como minha joia rara.


                            Cléu